Acontecendo...

    16/01/2019 -

    Fisioterapeuta indica práticas para evitar a retenção de líquido e suas complicações

    Condição pode ser agravada no verão por conta das vasodilatações que ocorrem no organismo

    Conhecida principalmente pelo inchaço que causa no corpo, a retenção de líquido pode ter diversas origens, como problemas na tireoide, rins ou coração. Entretanto, é bastante comum que o problema surja com a má alimentação, sedentarismo, consumo insuficiente de água e alterações hormonais, como no período pré-menstrual e na gestação. No verão esse inchaço causado pela retenção hídrica tende a aumentar por conta de uma vasodilatação do corpo.

    Segundo Camila Ferrarini, fisioterapeuta dermatofuncional do Espaço Pathricia Prieto, em São Paulo, existem alguns procedimentos que podem auxiliar na prevenção e no controle da retenção de líquido. “Indicamos sempre a drenagem linfática manual, botas de compressão (conhecidas por realizar a drenagem mecânica) e sessões de plataforma vibratória, que melhora bastante a circulação”.

    Existem também algumas práticas simples que podem ser inseridas na rotina para aliviar os inchaços e a retenção de líquido. “O indicado é realizar atividades físicas, reduzir o sal na comida, ingerir bastante líquidos (principalmente chás e água), evitar alimentos industrializados e tirar um tempo do dia pra elevar as pernas. Deixar os membros inferiores numa altura acima do coração”, explica Camila.

    Nos casos em que a retenção de líquido vier acompanhada de complicações como falta de folego, dificuldades para respirar e dores no peito, é necessário procurar ajuda médica. “Essas condições podem indicar um edema pulmonar ou problemas na circulação sanguínea, como uma trombose, por exemplo”, finaliza.
    Veja mais »