Acontecendo...

    09/11/2018 -

    SESC Rio Preto recebe escritor angolano Ondjaki, autor do romance AvóDezanove e o segredo do soviético

    Ganhador do Prêmio Jabuti na categoria juvenil, Ondjaki conversa, no próximo dia 13, terça, sobre sua obra que mistura realidade e ficção, suas inspirações e sua relação com a literatura

    Na Praia do Bispo, um bairro de Luanda, capital da Angola, um monumento será construído em homenagem ao primeiro presidente do país, porém, o governo decide que, as casas que circundam o bairro deverão ser removidas. Com isso, um grupo de crianças decide que as casas não podem sair de lá e que eles querem continuar morando no bairro. Assim, o grupo organiza de maneira secreta um plano para proteger o local.

    Esse é o mote do livro AvóDezanove, obra do escritor angolano Ondjaki, que ganhou o Prêmio Jabuti, na categoria juvenil, com o romance. Entre as personagens, papeis reais e outros não, como é o caso da AvóDezanove, verdadeira avó Agnete, e sua irmã avó Catharina, além do maluco Espuma do Mar, personagem que realmente existia no bairro, porém com outro nome. São estas personagens reais, além das ficcionais como as crianças do bairro mais um Soviético que construirão essa história, meio real e meio ficção. Uma união em torno de um gesto de amizade e de um segredo, em prol de um objetivo.
    No bate-papo Ondjaki fala sobre sua obra, suas inspirações, sobre sua relação com a literatura e com o Brasil.

    O autor nasceu em Luanda, em 1977 e há cinco anos se mudou para o Rio de Janeiro, atual moradia. Conclui licenciatura em sociologia em Lisboa, é correalizador do documentário “Oxalá crescem pitangas – histórias de Luanda” e membro da União dos Escritores Angolanos.
    O encontro acontece dia 13, terça, às 19h30 na Sala Múltiplo Uso do Sesc Rio Preto. A entrada é gratuita e a classificação indicativa é de 14 anos.

    PROGRAMAÇÃO

    BATE-PAPO
    AVÓDEZANOVE E O SEGREDO DO SOVIÉTICO COM ONDJAKI
    O escritor angolano participa de um bate-papo com o público sobre seu romance, que narra, pela ótica poética e imaginária de crianças, a chegada de soldados soviéticos a um pacato bairro de Luanda, a Praia do Bispo, para construir um mausoléu. O projeto ameaça a desalojar os moradores do local e, para as crianças, há algo de confidencial, envolvendo muito sal grosso, aves coloridas presas em gaiolas e um estoque de dinamite.
    Serviço: Dia 13, terça, às 19h30.
    Sala de Uso Múltiplo. 50 vagas. Grátis. Classificação indicativa: 14 anos
    Veja mais »